Cesar Mori Junior Cesar Mori Junior Author
Title: Em 2001, a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) assumiu a operação e administração do complexo ferroviário de São João Del Rei..
Author: Cesar Mori Junior
Rating 5 of 5 Des:
A Maria Fumaça Texto: Ricardo Campos Fotos: Cris Carezzato Quem visita ou mora em São João del-Rei tem disponível para apreciação um pass...

A Maria Fumaça

Texto: Ricardo Campos
Fotos: Cris Carezzato

Quem visita ou mora em São João del-Rei tem disponível para apreciação um passeio que hoje é uma raridade mundial, trata-se da famosa Maria Fumaça. Por um preço que gira em torno de R$30,00 por pessoa é possível ir e voltar até a cidade de Tiradentes, experimentar graciosos 40 minutos (aproximadamente, o tempo de viagem de trem de uma cidade até a outra a 30 km/h) do agradável balanço dos vagões e uma paisagem magnífica da geografia e vegetação do caminho às margens do Rio das Mortes, com visão privilegiada da serra de Tiradentes. Comecemos por um pouco de história.

"Em 2001, a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) assumiu a operação e administração do complexo ferroviário de São João Del Rei. Desde então, a empresa coloca em prática um programa de recuperação e restauração das características originais da Maria Fumaça (vagões, estrada de ferro e estações) que, além de preservar a história ferroviária do Brasil, proporciona maior conforto e segurança aos turistas. Hoje, ocupando uma área de 35.000 m², encontra-se o maior centro de preservação da memória histórica ferroviária nacional e um dos mais importantes do mundo.

Inaugurada em 1881 por D. Pedro II, a Maria Fumaça é a única locomotiva a vapor que transporta passageiros, com bitola de 76 cm, ainda em atividade no mundo.

O passeio de Maria Fumaça é realizado na antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM), com extensão de 12 km entre São João Del Rei e Tiradentes. A viagem resgata o contexto histórico, ligando as estações construídas no século XIX, passando por fazendas centenárias, entre rios e montanhas.

Os antigos prédios que serviam de almoxarifado e de armazém ferroviário foram totalmente restaurados e preparados para a instalação de um centro de artesanato, auditório e centro de convenções - uma infra-estrutura, portanto, em condições de oferecer ao visitante e ao turista completo apoio e comodidade"
(Texto introdutório do site oficial da FCA).

A locomotiva apresentada acima é uma Baldwin fabricada em 1912, que leva o nº 42, e está em plena atividade - esta foto foi tirada em 2008. A Baldwin Locomotive Works (1825 - 1956) era uma empresa norte-americana, localizada na Pensilvânia, que foi líder mundial na produção de locomotivas a vapor, mas viu a sua decadência na transição para odiesel. Pode parecer um simples detalhe, mas é um acréscimo substancial no valor histórico dinâmico presente neste passeio.

Ainda tem mais, o passageiro acessa livremente o Museu Ferroviário que, entre diversos itens interessantíssimos, apresenta em seu acervo histórico a primeira locomotiva da EFOM com a réplica do vagão que transportou o imperador D. Pedro II, veículos ferroviários e antigos documentos utilizados na ferrovia. Um pouco mais adiante se encontra o prédio da rotunda, belo monumento que abriga outras centenárias locomotivas Baldwin, além de carros e vagões hoje desativados. Dentre eles podemos destacar o vagão fúnebre, cujo próprio nome aponta a finalidade exercida no passado, e uma locomotiva cortada ao meio para uma demonstração clara do seu sistema de funcionamento.

Quando visitar o complexo ferroviário de São João del-Rei não deixe de usufruir de cada uma das maravilhas históricas que ele tem a oferecer, e também passeie pela loja de artesanato presente nas dependências, possivelmente encontrará itens de seu agrado.

Além das fotos aqui apresentadas, outras são encontradas em um álbum exclusivo no Picasa (clique aqui). Inclusive, algumas foram tiradas em uma decoração especial que o complexo ferroviário ganhou no Natal de 2006. Mas isso é assunto para outro post...


Horários e informações (site FCA):

Os famosos trens a vapor de São João del-Rei a Tiradentes, os únicos do mundo de bitola de 0,76 m, correm às sextas-feiras, sábados, domingos e feriados nacionais nos seguintes horários:

Partida de São João: 10h e 15h
Partida de Tiradentes: 13h e 17h

About Author

Advertisement

Postar um comentário

 
Top