CFVV CFVV Author
Title: Miriam Belchior garante continuidade do PAC
Author: CFVV
Rating 5 of 5 Des:
Miriam Belchior, futura ministra do Planejamento, disse que vai manter a continuidade das obras ferroviárias prevista no PAC. Um dos piore...
Miriam Belchior, futura ministra do Planejamento, disse que vai manter a continuidade das obras ferroviárias prevista no PAC.

Um dos piores problemas que muitas vezes podem ocorrer quando há mudanças de personagens no governo central é a descontinuidade de ações e projetos.

Não parece que isso ocorrerá nesta passagem do governo Lula para o governo Dilma. Pelo contrário, ao nomear diversos ministros atuais para os mesmos cargos, o futuro governo dá demonstrações de que pretende tocar a mesma toada do atual, ou seja, de manter todo o processo de obras em andamento e de projetos já definidos como prioritários.

Um exemplo vem do setor ferroviário. A atual coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Miriam Belchior, escolhida por Dilma para ser a futura ministra do Planejamento, já disse que vai manter a continuidade do cronograma das obras ferroviárias previstas no PAC e foi além: “A ferrovia será a espinha dorsal do transporte no Brasil”.

É bom que isso ocorra e que já se planeje, de imediato, a implantação do Ferroanel em São Paulo, dando novo impulso ao setor ferroviário que traz a produção do interior para embarque no Porto de Santos. E assim com relação a outros portos do País como a ferrovia Norte-Sul e a Oeste-Leste, ambas já em andamento.

Estão no mesmo barco do PAC todo o sistema nacional de dragagem nos acessos aos portos, a construção de rodovias e ligações portuárias internas, a aquisição de aparelhagem e ainda um pacote de renovação das empresas de construção naval, além de todo o aparato ao pré-sal.

O que não dá mais é se estancar o desenvolvimento, os planos, as obras, rasgar projetos que custaram os olhos da cara e jogar dinheiro fora em paralisações descabidas. Se isso ocorreu em demasia no passado, e ocorreu, é hora de seguir em frente, sem olhar para trás, na busca de dias melhores, porque não há mais tempo a perder. O mundo não admite retrocessos

About Author

Advertisement

Postar um comentário

 
Top