CFVV CFVV Author
Title: Trem da FCA descarrila em fazenda de empresário lavrense
Author: CFVV
Rating 5 of 5 Des:
Fotos Portal Lavras 24 Horas Um acidente envolvendo um trem da Ferrovia Centro Atlântica (FCA) causou susto a moradores de uma fazenda em...

Fotos Portal Lavras 24 Horas

Um acidente envolvendo um trem da Ferrovia Centro Atlântica (FCA) causou susto a moradores de uma fazenda em Lavras.

O acidente aconteceu na noite do último dia 26 na Fazenda Capivari, mais precisamente na curva da antiga Estação João Figueiredo, entre as estações de Paulo de Freitas e Itumirim. A propriedade rural pertence a um empresário lavrense.

O comboio era formado por duas locomotivas e seis vagões carregados de minério. Não há informações se alguém se feriu por conta do descarrilamento, nem das causas do acidente. O trem seguia em direção a Barra Mansa.

Um vazamento de óleo diesel das locomotivas atingiu duas lagoas próximas ao local do acidente. Técnicos de uma empresa tercerizada especializada em contenção de vazamento químico foram chamados pela FCA para resolver o problema.

Equipes da Polícia Militar e da 6ª Companhia Militar de Meio Ambiente e Trânsito estiveram presentes para os procedimentos de prache.



Máquinas permaneciam no local do acidente até o final da manhã de ontem (4)

Até o final da manhã de ontem (4), a FCA não havia retirado as duas locomotivas e os vagões do local do acidente. A passagem dos trens no trecho, no entanto, foi regularizada.


COMENTÁRIO DO BLOG:
A FALTA DE MANUTENÇÃO DE VIA PERMANENTE MAIS UMA VEZ PROVANDO QUE A FCA NAO CUIDA DO RAMAL DO QUAL TEM A CONCESSÃO. RAMAL QUE SEM MANUTENÇÃO ADEQUADA CONVIVE COM PERIGOS QUE SÃO CONTANTES... OS TRENS CIRCULAM A INCRÍVEL VELOCIDADE MÉDIA DE 15 OU 25 KM POR HORA, ONDE ANDAR MAIS RÁPIDO COM O PESO QUE CARREGAM, LEVA A ISSO! ACIDENTE.

FALTA DE VERGONHA NA CARA...

About Author

Advertisement

Postar um comentário

Anderson Nascimento disse... 5 de janeiro de 2012 23:47

Concordo plenamente que a FCA não cuida da via permanente como deveria. Já viajei muito por esse trecho e tenho certeza absoluta que enquanto RFFSA nunca houve tantos acidentes como nos dias atuais. Aliás, deixo aqui a sugestão de um levantamento do antes e depois da FCA, só não vale pedir para a própria FCA fazer o levantamento, assim como o "inocente" governo federal quando solicitou que ela inventariasse os bens da RFFSA arrendados por ela (quanta ingenuidade). Existe uma política de "faz de conta" dentro da FCA, em matéria de segurança, ela está mais preocupada em distribuir EPI´s que cuidar do patrimônio. É como dono de carro relaxado, roda, roda, roda, até quebrar. Antes da patética idéia do governo de "entregar" as ferrovias haviam as "turmas" que cuidavam do via permanente, pontes, barrancos, era comum durante as viagens encontrar grupos de 20 a 40 homens em pelo menos 5 ou 6 pontos entre Barra Mansa e Ribeirão Vermelho, trabalhando duro e paralelamente aos trilhos via-se as moitas de capim-cidreira plantados quilômetros a fio, borda capinada, barrancos sendo recobertos por vegetação nativa, constantes obras de reforço às pontes e ribanceiras.
Volto a questionar, onde estão os poderes desse país? Legislativo! Executivo! Judiciário! Ah! Não adiante gritar, são surdos! Ah! Não adianta mostrar, estão cegos! Consequentemente, mudos!

victor vieira disse... 10 de fevereiro de 2014 15:42

Nossa,teve um acidente de trem lá em passa vinte-mg,vcs tinham q ver os vagões. tudo carcaça.

 
Top