Ferrovia Intermodal Ferrovia Intermodal Author
Title: Tributo a Cesar Mori , apoio ao CFVV
Author: Ferrovia Intermodal
Rating 5 of 5 Des:
 Carlos Antonio Pinto  recebendo de  César Mori o certificado da palestra Ferrovia Belo Horizonte - Campinas ,  Uma Saída para o mer...

 Carlos Antonio Pinto  recebendo de  César Mori

o certificado da palestra Ferrovia Belo Horizonte - Campinas
Uma Saída para o mercosul


Duas frases memoráveis uma de Monteiro Lobato - “um país se faz com homens e livros” e a outra é de César Souza - "Você é do tamanho de seus sonhos", me fez escrever este texto em tributo a César Mori a fim de prestar homenagem em público .

A internet é a maior invenção para a democratização do conhecimento da escrita moderna desde a prensa móvel de Gutenberg, quando surgiram os moderno livros que revolucionaram a propagação dos textos escritos, que antes eram escritos a mão em pergaminhos. César Mori com idéias na cabeça e um blog digital interativo na internet criando uma moderna imprensa digital multimídia temática a partir da cidade de Lavras, vem conquistando Minas Gerais, o Brasil, e propagando suas idéias para o mundo, pela recuperação do sistema ferroviário de Lavras e região. Assim demonstrando seu trabalho para todos a partir de um sonho que vem se realizando.

Pesquisava o sistema ferroviário brasileiro, quando me deparei com um vazio,  a falta de uma linha ferroviária ligando São Paulo a Minas Gerais, mais precisamente na malha ferroviária em bitola métrica ou bitola estreita, essas linhas desapareceram ao longo do tempo. Mas, para minha surpresa, o vazio foi substituído por um trabalho que, pesquisando, encontrei na internet o site www.paradadotrem.com.br de Carlos Antonio Pinto, também cidadão de Lavras, vem desde 1997  batalhando por este seu sonho de ligar a região de Lavras ( entenda-se que a linha férrea vem de Belo Horizonte) ao município paulista de Campinas, com uma ferrovia para carga, através das cidades do Sul de Minas Gerais.

Pesquisando mais, encontrei o blog CFVV do Circuito Ferroviário Vale Verde. Liguei então para César Mori. Num dia enviei os textos que tinha escrito em nosso blog Ferrovia Campinas BH e no dia seguinte, ele já os tinha postado no blog do CFVV  e linkando o blog; e o mais importante: abraçou a causa.

Fui a Lavras para conheçe-los pessoalmente. César Mori me fez um convite, fazer a apresentação da proposta do projeto da reconstrução da linha ferroviária de carga ligando Belo Horizonte a Campinas no seminário que estava organizando, "O Brasil de Volta aos Trilhos - A Retomada dos transportes ferroviario" com apoio e apresentação no auditório da UFLA - Universidade Federal de Lavras  e com o apoio tambem da ong Trem Brasil e outras entidades. Com grande dedicação, que passei dias organizando a apresentação em slides. Tive uma hora para apresentar o trabalho, mas cedi 20 minutos para que o Carlos Antonio Pinto pudesse falar sobre a proposta da ferrovia de carga a transpor o sul de Minas em direção ao Estado de São Paulo e ao Mercosul, outra parte do tempo apresentamos slides sobre a Revolução Intermodal que está acontecendo na ferrovia brasileira.

 Foram dois dias magnificos, onde pude presenciar a capacidade de César Mori em unir pessoas de diferentes ponto do Brasil em torno de idéias e  sonhos  e a construção destes sonhos de todos nós, que podem, enfim, chegar á fase de construção, para o bem da sociedade.



O projeto da reconstrução da ferrovia ligando Belo Horizonte a Campinas ou Campinas a BH, foi apresentado oficialmente a um auditório cheio de autoridades, representantes e entusiastas da ferrovia que estavam querendo saber mais sobre a proposta, estavam representantes do SETOP -  Secretaria Estadual de Transporte e Obras Pública de Minas Gerais, o assessor da Casa Civil do Governo de Minas Gerais, Asssessores de Deputado Estaduais e Federais, do DNIT - Departamento Nacional Infra Estrutura Transporte, da prefeitura de Lavras, da prefeitura de Varginha, da prefeitura de Belo Horizonte, representantes da Ferrovia Centro Atlantica, o professor Nilson Salvador - Pró Reitor de Extensão e Cultura da Ufla , Antonio Pastori  presidente da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária, coordenador do GFPF - Grupo Fluminense de Preservação Ferroviária, ex - funcionario do BNDES na area  Grupo Fluminense de preservação Ferroviária de transportes e logistica, Nelson Dantas Filho da ong trem de BH , o delegado do Sindicato dos Trabalhadores ferroviário de Lavras entre tantos outros para ouvir e ver, atentos, nossa proposta e a explicação em nossos slides. É uma proposta que sonhamos e acreditamos ser possivel e, o mais importante pedi uma salva de palma com uma justa homenagem para o colega (ex-ferroviário em Lavras) Carlos Antonio Pinto, em homenagem a sua luta solitária desde 1997, ano em que conseguiu emplacar um artigo na prestigiada revista Ferroviaria, dando assim o primeiro passo para a necessidade de se construir uma das mais importante ferrovias de carga que nos fazem falta - e que certamente será construida.

O ponto alto do seminário, foi a festa de entrega dos certificados, pelo César Mori do concurso realizado pela Prefeitura de Lavras, em premiar a melhor redação escrita sobre ferrovia pelas crianças, realmente, me emocionei, ao ponto de ter os olhos marejados e ver muitos adultos aplacar o choro contido de emoção, no bater esfuziante de palmas pela recitação das poesias pelas crianças, estava dificil dizer qual era o melhor, certamente o Brasil ainda terá grandes escritores e poetas como Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Ziraldo entre tantos outros escritores mineiros.


 Além do apoio ao investimento de mais trens de carga através da nova linha proposta, apoiamos também outros projetos ferroviários. Fomos, com César Mori a Ribeirão Vermelho ver a Rotunda Ferroviaria  conhecer os projetos de recuperação de mais este grande patrimônio mineiro, para a humanidade. Presenciei seu empenho em mostrar possível o sonho de realizar uma linha ferroviaria de VLT - Veiculo Leve sobre Trilho, um bonde modernizado com ar condicionado, motor a bio-diesel, cambio automático, assentos confortáveis, que para muitos é um pré metrô, para outros a viabilização de um sistema de transporte de massa ligando bairros e cidades. Neste caso irá aproveitar o leito ferroviário de Lavras pouco utlizado para ligar os municípios de Ribeirão Vermelho, Três Corações e Varginha (levando em conta que nocaso destes destinos, surgirão linhas novas para carga e passageiros num futuro próximo - essa é a ideia). 

Esses VLTs Veiculos Leve sobre Trilhos terão vários uso, como durante a semana para levar trabalhadores para o serviço, crianças para escolas, estudantes e professores para as universidades e nos finais de semana aproveitar as estruturas turísticas da região. Mais que um circuito ferroviário, é um circuito turístico ferroviário, ligando varios circuitos turísticos de Minas Gerais... E se sabe que o turismo é o serviço que mais gera emprego e, como escreveu Monteiro Lobato, permite a integração de pessoas e povos de forma harmoniosa .

O sonho de "César Mori" de ver o VLT Regional de Lavras a Varginha rodando, e o sonho de Carlos Antonio Pinto de ver reconstruida a Ferrovia Lavras a Campinas ( entenda-se Rota Ferroviária BH / Campinas), aliando ao   sonho de outros cidadãos que sonham em ver de volta os trens rodando nos trilhos talvez se realiza. Devemos participar. Cabe a nós darmos nossa pequena contribuição, acessando e lendo as postagem deste blog CFVV - Circuito Ferroviario Vale (do rio) Verde. Participando e, no mínimo, compartilhando os textos, vídeos, postagens, com nossos colegas, amigos e defensores destas justas causas.

Carlos Eduardo do Nascimento

Editor dos Blog :

About Author

Advertisement

Postar um comentário

Pregopontocom@tudo disse... 10 de setembro de 2012 16:29

Não há como nem porque separar os sonhos da vida real,mesmo porque "Sonhar faz parte da vida e a vida é feita de sonhos" Pregopontocom. - Ninguém segura mais esse "trem" Estamos nessa luta http://pregopontocom.blogspot.com/

 
Top