Anderson Nascimento Anderson Nascimento Author
Title: Justiça manda ALL reativar ramal Santos-Cajati
Author: Anderson Nascimento
Rating 5 of 5 Des:
A liminar determinou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que em 30 dias aponte as pendência...
A liminar determinou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que em 30 dias aponte as pendências para a concessão de licença ambiental para as obras.



Sorocaba - A America Latina Logística (ALL) deverá apresentar em 90 dias um plano para recuperar o ramal ferroviário entre Santos, no litoral paulista, e a cidade de Cajati, no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo.

A decisão, divulgada nesta sexta-feira (30), foi dada pela Justiça Federal de Santos em ação movida pelo Ministério Público Federal. O ramal está desativado desde 2002 e a linha férrea sofreu grande deterioração. A ferrovia é a única que se estende ao Vale do Ribeira.

De acordo com a sentença, o plano de recuperação deve atender a diretrizes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e garantir à malha condições de operação no mínimo similares às existentes quando a ferrovia foi objeto de concessão.

A liminar determinou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que em 30 dias aponte as pendências para a concessão de licença ambiental para as obras. As exigências deverão ser atendidas em igual prazo pela concessionária.

Construído há 100 anos, o ramal passa por várias cidades do litoral, como Itanhaém e Peruíbe, e segue até Cajati numa extensão de 214 quilômetros. As obras de recuperação da linha incluem recomposição de taludes, drenagem, reposição de trilhos e troca de dormentes.

A ferrovia já transportou passageiros, mas o atual foco é o transporte de cargas, especialmente minérios. A ALL informou que aguarda o termo de referência do Ibama sobre os estudos ambientais necessários para dar início às obras de recuperação do trecho.

Fonte: Estadão Conteúdo/Redação Folha Vitória
 

About Author

Advertisement

Postar um comentário

Anônimo disse... 5 de fevereiro de 2015 16:30

Particularmente falando, como filho de ferroviário e um apaixonado pelas ferrovias, acredito que, se a fiscalização não fizer sua parte como manda o figurino, a reativação deste trecho simplesmente histórico e lindo pode não acontecer, afinal, o trecho já era para ser reativado em 2010, mas, tinha uma pedra na linha, na linha tinha uma pedra, resultando no abandono total, em síntese, o melhor a fazer seria passar o trecho para outra empresa mais responsável e que saiba respeitar o patrimônio público, afinal, esta ferrovia pertence a todos nós moradores do litoral sul e vale do ríbeira, portanto, O RAMAL FERROVIÁRIO DE SANTOS A CAJATI TEM QUE SER RECUPERADO, POIS, ESTE TRECHO TREM JEITO, e tenho dito.

 
Top